Blog

Author Archives: RDI Blog

Ambev e suas novas apostas: Goose Island e Bar do Urso

Contrariando todo o seu histórico de parcerias e franquias e, depois de muito tempo patrocinando uns dos maiores bares de São Paulo, o Bar Brahma, a Ambev, controlada pela AB InBev, uma das maiores cervejarias do mundo, decidiu investir em bares próprios para consumo de cervejas artesanais.

Em dezembro de 2016, o Goose Island, primeiro bar da Ambev, foi inaugurado no bairro de Pinheiros em São Paulo.  Partindo do conceito de oferecer experiências, a companhia também abriu neste ano três bares da Colorado, uma cervejaria de Ribeirão Preto (SP), que adquiriu em 2015. Batizadas de Bar do Urso, todas as unidades são em São Paulo, nos bairros de Pinheiros, Pacaembu e Tatuapé.

Apesar de ser novidade a atuação da Ambev no comando de operações de bares, há no país centenas de quiosques e mais de 1.700 franquias (Revista Exame junho 2017 ). Segundo a Ambev, o trabalho com franquias surgiu para dar um apoio no gerenciamento dos estabelecimentos, mais do que abrir unidades de negócios ou como ponto de promoção de marcas.

Goose Island
O bar é a extensão de uma cervejaria americana, controlada pela Ambev. Nesse bar, os clientes podem beber a cerveja produzida no próprio local, seguindo o modelo das unidades existentes no exterior – presentes nos Estados Unidos, na China e na Coreia do Sul. O ambiente da primeira casa em São Paulo é totalmente aberto, com vista panorâmica para o Largo da Batata em Pinheiros. Ao fundo,  logo que se entra no bar,  pode-se observar os grandes tanques de inox que caracterizam o local. O brewpub também tem uma lojinha de souvenirs da marca.

19109_w840h0_1492045945goose4

Fonte Oba Oba14841787075876c5130e465_1484178707_3x2_mdFonte Boteco & Cerveja

Bar do Urso
Batizado com esse nome por causa do mascote da marca, o Bar do Urso é uma aposta da Ambev, que segue a estratégia de adequação da megacervejaria ao segmento das cervejas artesanais. Todas as unidades são em São Paulo e os locais seguem o design da cervejaria oficial, a Cervejarium, que fica em Ribeirão Preto. O lugar conta com torneiras de chopes que alternam seus diversos rótulos. Assim como o Goose Island, o local o oferece produtos da marca como copos, agasalhos, camisetas e tapetes para pia. Com um design moderno e ao mesmo tempo despojado, o espaço é bem convidativo para para quem quer reunir-se com amigos, para depois do trabalho e para os “esquenta” pré-baladas.

bar-da-colorado-em-são-paulo

Fonte Veja SP

colorado-bar_hdr-08

Fonte Veja SP

Deixe um comentário

ENTREVISTA COM O ASSOCIADO

WhatsApp Image 2017-06-08 at 16.30.42

Anelise Campoi é sócia-fundadora da Acampoi Arquitetura. Formada em Edificações pela Escola Técnica Federal de São Paulo e em Arquitetura pela Universidade Bandeirante de São Paulo, iniciou sua carreira em 1998 na empresa Telesp Celular/VIVO, acompanhando todo o processo de privatização da Telesp Celular, atuando na implantação de novos prédios e lojas.

Além da Vivo também foi colaboradora em empresas multinacionais (CBRE E Nike). Na Nike foi coordenadora responsável pela implantação de Nike Stores, Shop in shops e Factory Stores .

Em 2009, abriu a empresa Acampoi Arquitetura voltada a arquitetura comercial e corporativa. Desde então, vem atuando com grandes redes no desenvolvimento e execuções de projetos. A Acampoi Arquitetura conquistou o prêmio de design de varejo RDI Retail Design Institute Brasil na categoria médios formatos com a loja Scavone em 2014, e em 2016, com a agência Sicredi Av Paulista (na categoria: médios formatos) e Puma (na categoria pequenos formatos).

LOJA TEMPORÁRIA FILA – EVENTO RIO OPEN 2017

RIO OPEN _ 2017 _ FILA _ PH- DIZZ MEDIA -THIAGO DIZ _C08I9244-2

1.-  Qual foi a sua inspiração para a criação do projeto?
O briefing do cliente veio com o intuito de criarmos uma loja temporária para funcionar durante o Rio Open 2017 (20 a 26/fev/2017). O projeto teria que mostrar ao público do esporte Tênis, a marca FILA , com suas características e aspirações, com destaque para categoria dos calçados tênis. A loja deveria ter impacto visual para o público dando visibilidade à marca.

Partimos do princípio de fazer uma loja que, mesmo sendo temporária, não tivesse cara de stand, de algo temporário, e sim tivesse cara de loja mesmo e pudesse mostrar a marca com impacto. As formas da loja foram criadas com cantos arredondados para remeter à logomarca. Utilizamos linhas retas, bastante vidro e uma grande vitrine com utilização de gigantografias.

Criamos um mobiliário especial para essa loja que pudesse ser utilizado também em outras lojas eventuais: um mobiliário de visual leve , autoportante para dar flexibilidade a instalações futuras, com utilização de metal telado, madeira e uso do branco para destacar e contrastar com a cor dos produtos.  Usamos também um piso de madeira com vitrine embutida de vidro para destacar as bolinhas de tênis, valorizando o visual merchandising da loja e a temática do evento.

2- Quais foram os materiais utilizados?
Para execução da loja, foram construídas paredes em madeira de compensado de 6 mm, proveniente de reflorestamento e com posterior revestimento em bagum na cor branco, pórticos nas cores da marca para fachada e piso em madeira rústica.

Os mobiliários foram desenhados e desenvolvidos para esta loja e para uso posterior em outras lojas temporárias da marca. Utilizamos metal e madeira nos mobiliários, desenho modular, auto portante, uso de telado metálico para dar transparência e leveza.

RIO OPEN _ 2017 _ FILA _ PH- DIZZ MEDIA -THIAGO DIZ _C08I9118-2

RIO OPEN _ 2017 _ FILA _ PH- DIZZ MEDIA -THIAGO DIZ _C08I9121-2

3- Quais os desafios enfrentados para a criação do projeto?
Os desafios foram, principalmente, o tempo curto e budget apertado para fazer uma loja temporária que praticamente era como uma loja real, com área de 140m² + Patamar de acesso de 34m².

O processo de criação dos projetos, protótipos de mobiliário e execução foram de 60 dias, aproximadamente, incluindo a execução da loja que foi feita em 15 dias.

Não tínhamos nenhum material pronto nem manuais de mobiliário da marca. Tivemos que criar tudo do zero, desenhos de mobiliário, protótipos e projetos com aprovações da marca.

4- Teve algum pedido especial feito pelo cliente?
O pedido especial foi a criação de um espaço de customização onde o cliente pudesse customizar o produto com o logo do evento, seu nome e data, conforme a escolha de cada um , trazendo a memória do evento aos produtos adquiridos.

FILA _ RIO OPEN 2017 _ THIAGO DIZ_ DIZZ MEDIA C08I7596-2

FILA _ RIO OPEN 2017 _ THIAGO DIZ_ DIZZ MEDIA C08I7923-2

FILA _ RIO OPEN 2017 _ THIAGO DIZ_ DIZZ MEDIA C08I7937-2

5- Qual foram os principais conceitos de Visual Merchandising e Store Design aplicados à loja?
Usamos mobiliários modulares, flexíveis e duráveis para lojas de evento, que valorizassem o produto com suas características e tecnologia. Criamos elementos de destaque como os totens na vitrine para dar ritmo e valorização aos calçados, uma vitrine no piso com a brincadeira das bolinhas de Tênis e um espaço de customização para trazer a exclusividade ao cliente. Valorizamos a iluminação noturna da loja com destaque para vitrine e cores da marca projetadas nas árvores.

6- O que o projeto significou para a empresa/você?
O projeto nos fez olhar a arquitetura de varejo de uma outra forma. A forma de transformar algo temporário com visual de arquitetura de loja definitiva, respeitando o budget de uma loja temporária.

RIO OPEN _ 2017 _ FILA _ PH- DIZZ MEDIA -THIAGO DIZ _C08I9030-2

RIO OPEN _ 2017 _ FILA _ PH- DIZZ MEDIA -THIAGO DIZ _C08I9121-2

Deixe um comentário

Indústria de alimentos abre lojas físicas para reforçar experiência de marca

Continuando a tendência da indústria de ter lojas físicas próprias, a Nutella abriu essa semana, em Chicago, uma loja física, depois da Kellogg’s ter aberto recentemente sua loja conceito na Times Square, em Nova Iorque. Aqui no Brasil, a Bauducco já conta com diversas lojas físicas em pontos estratégicos para reforçar a experiência da marca. A estratégia comercial por trás dessas marcas, tem por objetivo não só melhorar a distribuição, aumentar receita e reforçar a imagem , mas também trazer a possibilidade do consumidor vivenciar a experiência de consumir seus produtos de uma forma mais completa do que em outros canais de venda.

Nutella Café
A primeira loja física da Nutella é uma cafeteria, em Chicago (EUA), no centro comercial Millenium Park Plaza. A marca já possui dois quiosques em Toronto, no Canadá, fazendo com que essa loja no endereço de Chicago seja o primeiro café de rua, com mesinhas em seus dois andares. Essa loja foi pensada para que os fãs do famoso creme de avelã se sintam completamente envoltos da marca, como um grande mundo de Nutella. O cardápio já está disponível (em inglês) na fanpage oficial do estabelecimento, e vai de doces a salgados, tendo opções com ou sem o creme de avelã.

34786615236_01d45491f3_h

34440929630_1291c9349c_h

34440978770_b325583556_h

Kellogg’s
O design da loja foi desenvolvido pela Chipman Design Architecture tendo como desafio projetar e elevar a experiência reconfortante de desfrutar seu cereal favorito em meio à energia da Times Square. Com um conceito baseado em um restaurante retrô de 1950 com um toque moderno, um tipo de mobiliário relembrando o passado foi escolhido e especificado, além do uso de tijolos pintados de branco e lâmpadas vermelhas e lisas para amarrar o espaço de volta à marca da Kellogg’s.

Kellogg-s-restaurant-by-Chipman-Design-Architecture-New-York-City

160627154715-kelloggs-cereal-bar-interior-780x439

Kellogg-s-restaurant-by-Chipman-Design-Architecture-New-York-City01

Casa Bauducco
No Brasil, a FAL Design Estratégico disseminou o conceito de experiência e storytelling de uma marca de produtos alimentares através da Casa Bauducco, que, ao se lançar em uma operação de varejo físico, trouxe uma loja projetada para contar a forte tradição familiar da marca, usando recursos de visual merchandising e ambientação como apoio ao projeto.

FAL-Porfolio-CasaBauducco-01

FAL-Porfolio-CasaBauducco-04

FAL-Porfolio-CasaBauducco-06

Deixe um comentário

The Student Hotel, inovação em design de serviços

Nossa diretora acadêmica Ana Costa, levou um case diferente sobre design de serviços de sucesso para a palestra Retail Trends do RDI Brasil, feita em parceria com a ESPM SP agora em maio, onde contou para a plateia sobre um moderno e irreverente hotel para “estudantes” em Amsterdam na Holanda.

The Student Hotel –  Amsterdam, Holanda

Imagem2

O hotel tem um design todo voltado ao seu público-alvo, que engloba pessoas descoladas, engajadas, criativas, positivas e ousadas, fazendo com que o ambiente traga a sensação de acolhimento e onde estudantes, jovens profissionais e viajantes possam fazer conexões com o mundo acadêmico, empresarial e social.

Imagem1

O hotel tem sua estrutura construída pela rede de arquitetura A&E Architecten, onde são dois prédios com 700 quartos ao todo e diversas áreas de descanso/lazer.

Imagem3
As áreas e as cores foram pensadas para pessoas antenadas e que respiram o século XXI. Os quartos são todos personalizados e todos os espaços se utilizam de móveis aconchegantes e com um espírito estudantil, para que as pessoas se sintam em casa mesmo sem estar em casa.

Amsterdam_City_Showroom3.0_21Double bedroom in the Bad Boy Room Suite at The Student Hotel AmNetflixChill-7

Os espaços de lazer poder ser compartilhados ou reservados, dependendo da vontade do hóspede. Assim como a cozinha, que também pode ser compartilhada.

Private Bar in the Bad Boy Room Suite at The Student Hotel Amste

26

the-student-hotel-amsterdam-lounge-1-

Fundindo  “luxo” com  versatilidade, o alojamento de longa duração para estudante e instalações de curta duração para o viajante globetrotter , se conectam de forma híbrida, moderna e com uma hospitalidade disruptiva.

Imagem4Imagem5Imagem8

A academia, os terminais de auto-serviço e a lavanderia também segue o perfil despojado do hóspede, que além de manter o corpo em dia, está acostumado a ser independente e fazer as tarefas do dia-a-dia por conta própria.

Imagem6Imagem7

O hotel ainda se preocupa com a reciclagem de lixo e dispõe de um terminal de bicicletas, para incentivar a mobilidade de seus hóspedes pela cidade através desse meio de transporte, aumentando a sensação de se estar em casa mesmo estando à quilômetros dela.

Deixe um comentário

Experiências além da compra – Shopping Minto

Ainda falando sobre os temas apresentados na palestra Retail Trends, que aconteceu na ESPM SP no dia 09/05, Marcos Morrone da Design NoVarejo, um dos nossos diretores, trouxe a experiência além das compras, que acontece em um shopping na cidade de Monchengladbach na Alemanha.

O Shopping Minto tem um design diferenciado, criado pela empresa KPLUS Konzept, com a proposta de  ”fazer com que você se sinta em casa”.

17859838929_c1c9aa290c_b

Sem título

Desenvolvido para ser um shopping multi sensorial, o shopping integra os designs das lojas com o do próprio shopping, trazendo a interação do “ver, sentir, ouvir, saborear e cheirar”, integrando tudo de uma maneira que faça com que o cliente se sinta totalmente conectado com o próprio lar e com a natureza.

Minto-Shopping-Mall-by-kplus-konzept-Monchengladbach-Germany-03

Minto-Shopping-Mall-by-kplus-konzept-Monchengladbach-Germany-05

A conexão entre natureza e arquitetura não se reflete apenas no design exterior, também pode ser sentido através de seu interior, que tem um total de 42.000 m²  divididos em quatro andares.
Materiais naturais, formas orgânicas e paisagens sonoras da natureza, que caracterizam o interior, tornam o ambiente agradável ao olhos, tornando a experiência de estar no shopping tão importante quanto a compra.

Os móveis bem acabados e o acesso à internet em qualquer lugar do shopping ainda faz com que os clientes optem pelo shopping para poder descansar e até mesmo promover uma interação entre amigos, já que o shopping dispõem áreas de integração comunitárias e individuais.

minto_s_1_9317df0b97

minto_s_13_2910297012

A iluminação tem papel protagonista no desenho dos espaços.

minto coomida

Sem título1

A praça de alimentação segue o design arredondado de todo o shopping e, cada espaço, tem a sua temática seguindo os ambientes de uma casa, para que o cliente ainda possa ter o poder de escolher em qual ambiente pretende comer, agregando no “saborear” da experiência e fazendo com que o “sinta-se em casa” seja ainda mais forte.

1 Comentário

Projetos vencedores do Prêmio Design de Varejo Euroshop 2017

O Prêmio de Design de Varejo Euroshop 2017 contou com 83 projetos de 27 países e os vencedores vieram do Canadá, Espanha e Alemanha. Rico Azeredo, da Emme Brasil, que representa a Messe Düsseldorf, organizadora da importante feira para o varejo Euroshop, mostrou na palestra Retail Trends do RDI Brasil, esta semana na ESPM SP, os projetos vencedores deste ano, que são:


Primark – Madri- Espanha
A loja, inaugurada no final de 2015, usou como base a arquitetura de um prédio datado de 1924, onde antes ficavam os grandes armazéns Madrid-París e a Cadena SerApesar das reformas, foram mantidas a fachada original, repleta de janelas e sua imensa cúpula, com 30 metros de diâmetro.

NEWS_madrid_primark_fullstory_generalimage02

Combinando arquitetura histórica com um design contemporâneo, a Primark ocupa 12.356m², em 5 andares, na Gran Via – a principal rua comercial da capital espanhola. O projeto da loja, que foi desenvolvido pela empresa inglesa Dalziel & Pow, deu ênfase aos efeitos digitais, para trazer uma resposta direta relacionada à atmosfera eletrizante da rua.

lo-que-esconde-el-low-cost-de-primark-700-euros-de-sueldo-y-fabricas-en-bangladesh

O átrio central do edifício é cercado por 11 telas LED contíguas, que exibem conteúdo exclusivo, criando uma experiência inovadora de 360°.Essas telas LED funcionam como um cinema 3D, onde há muito movimento para integrar as pessoas e que, juntando com os efeitos sonoros, geram uma atmosfera de teatro.

1444903181_938493_1444924697_noticia_fotogramaO conceito da loja é notável por seu uso criativo de mídia digital e integração da cultura local.


Rose Biketown – Bocholt – Alemanha
Com conceito cross-channel, a loja mescla os mundos online e offline em um espaço de 6.000m².

3009550_Rose-Biketown-5

O design da loja foi desenvolvido pela empresa alemã Blocher Partners e junta o aspecto moderno com um universo aventureiro. Tem como diferencial o sistema da escolha da bike, utilizando o conceito custom made, onde os clientes podem montar sua bicicleta ideal usando um tablet ou com a ajuda de um assistente de vendas, que usa uma tela interativa.

Rose_2

O processo da construção da bicicleta é mostrado ao vivo e em escalas de tamanho real.

05_1606_rose_biketown_bocholt_innen_kunde_web__02-1600x960

As bicicletas que ficam no salão são iluminadas por estruturas especiais que ficam no teto e ficam em plataformas atrativas, dando um destaque maior.

Saks Fifth Avenue – Toronto – Canadá
As texturas ricas e orgânicas, a paleta quente e neutra com toques de coes inesperadas, padrões naturais e rítmicos dos materiais foram usados para alcançar um estilo artístico, de “expressão abstrata”.

Saks-Fifth-Avenue-installation-by-Unitfive-Design-Toronto-Canada-02

O design expressivo foi desenvolvido pela empresa americana FRCH Design Worldwide, com intuito de criar uma experiência única de compras de luxo, em um cenário semelhante a uma galeria de arte e com uma estética inspirada pela beleza natural e energia única de Toronto .
Saks Fifth Avenue Canada 20160216

Elementos do ambiente natural são refletidos nos objetos feito a mão pelo Studio Unitfive, usados para evocar imagens poéticas.

mosaks011jpg.jpg.size.xxlarge.cropEste cenário artístico fornece um pano de fundo elegante para a mercadoria de luxo. Experiências íntimas foram criadas dentro do plano aberto. A transparência visual conseguida com estas instalações artísticas e acabamentos aplicados sutilmente orienta os compradores na sua jornada de compra a navegar de espaço em espaço.

Deixe um comentário

Consumidor empoderado e os novos supermercados

Termina hoje em São Paulo, a APAS Show 2017, maior feira supermercadista do país, que trouxe como tema central o empoderamento do consumidor, que vem conquistando a liberdade de decidir e controlar o próprio estilo de vida nas relações de consumo. As empresas terão que repensar suas instalações e serviços para atender a esse novo consumidor cada vez mais empoderado e engajado. O consumidor quer mais curadoria e atenção. Supermercados de bairro, com produtos mais sofisticados e exclusivos, que ofereçam uma verdadeira experiência de compra, serão cada vez mais valorizados. Com um fenômeno mundial de adensamento de grandes centros urbanos, consumidores com menos tempo disponível e crescente hábito de compra online, surgem novos formatos de supermercados de vizinhança compactos, que combinam a conveniência de comprar produtos selecionados, próximo à casa e local de trabalho, sem a necessidade que as pessoas tenham que se deslocar para grandes espaços de loja em locais mais distantes.

A iluminação tem um papel muito importante nos novos formatos de supermercado, para trazer uma atmosfera acolhedora e exclusiva. A Ômega Light, parceira do RDI Brasil, participou no fornecimento de produtos de iluminação em projetos recentes de supermercados, que complementam o design que vai de encontro a estes novos hábitos de comportamento e consumo.

St. Marche Chácara Klabin – São Paulo

SK5A9542

Em 2002, os empresários Victor Leal Jr. e Bernardo Ouro Preto compraram um empório que não ia muito bem, reformaram-no e reinauguraram como mercado – mas não qualquer mercado. A ideia inicial dos dois, de oferecer apenas as melhores marcas de todos os tipos de produtos, desde importados e orgânicos até pasta de dente, evoluiu para a maior rede de supermercados premium do país.

As lojas têm projetos de arquitetura do escritório Espaço Novo e Lighting Design da Mingrone Iluminação. Todos os detalhes são voltados para instaurar uma atmosfera acolhedora: decoração com azulejos e painéis com frases adesivadas, piso em madeira, ótima disposição dos produtos e música ambiente.

Neste projeto do St. Marché,  projetores com foco direcionável PI.5293 e PI.5294 da Ômega Light, ambos com lâmpadas LED, focados nas gôndolas, deram destaque aos produtos com leveza e foram instalados em perfilado para fazer a iluminação de toda a área de hortifruti. Como toda a loja é em piso de cimento, a área em piso de madeira recebeu uma iluminação diferenciada. Ali, há um balé de luzes, com marcas no piso, feitas pela lâmpadas de LED. Pendentes decorativos nos balcões complementam uma comunicação visual elegante e ao mesmo tempo descontraída.

SK5A9305

SK5A9338

 

Minuto Pão de Açúcar – Fidêncio Ramos – Vila Olímpia – São Paulo

SK5A3438-HDR-4

A rede de supermercados de proximidade Minuto Pão de Açúcar, foi lançada em 2014 e hoje já é líder nacional do segmento. Com unidades tanto em regiões residenciais como em áreas de escritórios, as lojas oferecem praticidade pela vasta diversidade de produtos para consumo imediato e praticidade para reposição de itens cotidianos.

Um posicionamento diferente exige um projeto diferente. João Mariano, da equipe de Brand do GPA levou o conceito da nova marca para o escritório da Foco Luz & Desenho para elaboração do projeto de iluminação, que trazia consigo o desafio de oferecer soluções simples como baixo custo de implantação, e ao mesmo tempo que fossem sofisticadas e eficientes.

A identidade visual do conceito criado para a nova marca, com características opostas aos demais supermercados da rede – que têm ambientes usualmente abertos e acabamentos mais claros – foi criada com elementos mais contrastantes, com um teto preto e instalações aparentes, mobiliário também preto e piso cimentado. A iluminação foi essencial para transformar o espaço em um ambiente aconchegante, valorizando os produtos de forma adequada. A solução foi trazer as luminárias para mais perto das gôndolas, deixando assim o teto com a infraestrutura em segundo plano, mantendo a iluminação nas áreas que realmente precisavam se destacar.

O controle ótico das luminárias centrais foi fundamental para que ficassem discretas e imperceptíveis ao público. Para a iluminação da comunicação visual localizadas nas periferias das lojas, foram desenvolvidas luminárias especiais pela Ômega Light em conjunto com a Foco Luz & Desenho para este projeto.

SK5A3582-HDR-28

SK5A3750-HDR-63

Deixe um comentário

Novo escritório sustentável e jovem do Mercado Livre

Seguindo a tendência mundial de escritórios mais abertos e flexíveis, voltados para uma geração cada vez mais tecnológica e que busca transparência, a empresa Mercado Livre, que é uma das maiores redes de e-commerce do Brasil, inovou com o seu novo escritório em Osasco (SP).  A obra foi um investimento de R$ 105 milhões, após uma série de aquisições que expandiram o quadro de pessoal aqui no país.

A nova sede conta com 33.000m², onde 17.ooom² são ocupados pelo escritório e o restante fica para o estacionamento e o jardim.

size_960_16_9_por-dentro-da-nova-cidade-do-mercado-livre29

Via Exame

Os escritórios são inspirado nos campus do Vale do Silício, região dos EUA, são sustentáveis e têm capacidade para até 2.000 colaboradores, que trabalham em ambientes joviais, abertos e compartilhados.

sede-mercado-livre-sp-01

Via Casa Vogue

Via Goobec

Via Goobec

Via Goobec

Via Goobec

A ”Melicidade” – como é batizado o novo espaço de 33.000 m2  - foi desenvolvida pelo escritório brasileiro Athié Wohnrath em parceria com as arquitetas argentinas Paula Elia e Milagros Irastorza, do escritório Estudio EI,e tem foco total em um ambiente “universitário”, onde o projeto é estruturado a partir de uma avenida central,  dividido em galpões com fachadas de vidro, que aproveitam da luz natural. Entre os destaques de sustentabilidade, está a implantação de um potente sistema para captação de energia fotovoltaica.

sede-mercado-livre-sp-04

Via Divulgação

As partes internas têm um projeto arquitetônico ousado, moderno e convidativo, trazendo ainda mais cor ao ambiente.

mercado-livre-11

Via Goobec

O escritório é composto por 2.000 placas solares, para captar a energia solar e 2.800 lâmpadas de LED, que evitam desperdício e ajudam o meio-ambiente.

2 Comentários

ENTREVISTA COM O ASSOCIADO

unnamed (3)

Miguel Góes é arquiteto formado pela FAUUSP (1987), constituiu a MGoes Arquitetura+Design em 2010 reunindo arquitetos e designers, com os quais elabora projetos para clientes como Unilever, Bayer, Banco Original, entre outros; moldando o escopo de trabalho às necessidades e peculiaridades de cada cliente, criando e desenvolvendo desde objetos à edifícios.

Miguel é associado do RDI Brasil e recentemente desenvolveu, junto com os arquitetos Mario Tavares, Cecília Góes, ambos coordenadores, Gabriel Blanco, Priscilla Bernovitz, Rafael Igayara e a designer Ana Carolina Caldas Fernandes, o projeto de carrinho/quiosque para a marca de sorvetes americana Ben & Jerry’s.

 BEN & JERRY’S

unnamed (1)

1- Qual foi a sua inspiração para a criação do projeto?
O cliente pedia um veículo, uma loja sobre rodas. Pensamos em um design diferenciado, em não utilizar um veículo existente, mesclando texturas e elementos da marca Ben&Jerry’s com veículos icônicos, de certa forma vintage, que têm relação com o universo da marca. Tinha ainda que ter um aspecto lúdico e “fun”. Outra fonte de inspiração foram os elementos de identidade e visual merchandising que já eram empregados por nós nas lojas da marca.


2- Quais foram os materiais utilizados?
Fundamentalmente usamos a telha ondulada como pano de fundo. Nas lojas da marca, esse material remete às construções rurais, os celeiros, os estábulos e  os silos. Sobre a textura ondulada, aplicamos cores e a iconografia da marca de forma sobreposta, criando uma linguagem de recortes e colagem.

unnamed

3- Quais os desafios enfrentados para a criação do projeto?
Em primeiro lugar, o prazo. Com o tempo correndo, fizemos uma concepção relâmpago, aprovada aqui e pela matriz da Ben&Jerry’s. Em segundo lugar, acomodar em um espaço mínimo um programa completo de equipamentos e acessórios. O programa de necessidades e equipamentos sofreu acréscimos ao longo do caminho. Funcionalmente é um programa complexo com instalações elétricas e hidráulicas refinadas, com freezers, estoque, exaustão, saída de calor para compressor, contenção para dreno e possíveis vazamentos. Subcontratamos e coordenamos os projetos complementares. O “veículo” deveria ainda ser facilmente transportável e manejável, pensado para transporte e instalação em pontos de venda remotos. E, finalmente, o custo. Uma das diretrizes foi trabalharmos com total atenção ao custos de fabricação e instalação.

4- Teve algum pedido especial feito pelo cliente?
O cliente solicitou uma loja “sobre rodas”, mas que não pudesse ser de forma nenhuma identificada como um veículo real, remetendo a uma marca existente de automóveis.

unnamed (2)

 5- Qual foi o conceito de Comunicação Visual aplicado?
Usamos elementos de identidade visual que já eram empregados por nós nas lojas da marca, com o máximo destaque para a Woody Cow e as montanhas de Vermont, todos aplicados como colagem sobre a textura de telhas e cores vivas do universo visual da marca.

6- O que o projeto significou para a empresa/você?
Temos contribuído sistematicamente com elementos específicos para as lojas que projetamos para a marca. Foram já doze lojas até o presente momento. Ao longo desse processo, incorporamos elementos que têm sido utilizados pelo mundo afora. Este projeto, que é integralmente inventado por nós, marca um passo importante no relacionamento com o cliente Ben & Jerry´s.

 

1 Comentário

Feira de Milão 2017 dominada pela tecnologia

A famosa Feira de Milão ou Salão Internacional do Móvel de Milão aconteceu entre os dias 4 e 9 de Abril e trouxe consigo uma série de novidades envolvendo a tecnologia.

SAMSUNG

samsungmilao

Via Design Fórum

A marca fez parceria com um dos maiores escritórios de arquitetura da atualidade, o Zaha Hadid Architets, pra trazer um design moderno, com traços arredondados, comparado ao design do novo aparelho Galaxy S8, para os salões do evento. Por ter instalações interativas, os visitantes tinham a possibilidade de utilizar o aparelho para desenhar e, assim que o desenho estivesse pronto, bastava arrastar os dedos para que saísse da pequena tela e passasse à uma enorme tela que compõe a instalação.

 

LG

lgmilao

Via Casa Vogue

A marca, em parceria com o designer Tokujin Yoshioka, utilizou o Superstudio Più para celebrar seu 70 anos. Com uma das maiores instalações, a marca veio com  a exposição S.F (Sese of the Future) que usa de uma tecnologia recém lançada, OLED, para compor um ambiente futurista.

AGC

agc

Via Casa Vogue

A fabricante de vidro AGC veio com a mostra Touch, também no Superstudio Più. Inspirados em smartphones, a fabricante em parceria com Jim Kuramoto e o estúdio de design Raw-Edges, desenvolveu vidros que podem ser tocados, assim como as telas dos celulares dos visitantes, para que houvesse uma experiência quanto os diferentes tipos de texturas.

 

PANASONIC

Salone2017_photothumb

Via Panasonic

Em parceria com a GO ON, os artesãos de Quioto aplicaram técnicas da arte japonesa para criar novos designs inspiradores com encanto internacional e contemporâneo. Com tema “Eletronics Meets Crafts”, a Panasonic juntou alto-falantes vibrantes, lâmpadas LED feitas com têxteis que interagem com uma mesa de aquecimento por indução e uma tecnologia de ponta em áudio e imagem, fazendo com que os visitantes tivessem experiências com a imaginação e os cinco sentidos.

 

1 Comentário

Page 1 of 191234510...Last »

Fornecedores Premium

Apoio

Junte-se a nós!

O Retail Design Institute é uma associação internacional, fundada nos Estados Unidos, que congrega profissionais ligados à criação e projeto de imagens para o varejo.
Como se associar » Beneficios »

Tradutor

Translate »